quinta-feira, 30 de maio de 2013

Quixadá: Homem mata ex-namorada e pratica suicídio

Um crime deixou a população de Quixadá chocada na noite desta quarta-feira, 29. Segundo informações, o comerciante Claudecir Benício Agostinho, mais conhecido como “Bixo Cell”, 33 anos, assassinou à queima roupa a estudante de psicologia e sua ex-namorada, Maria Grayce Kelly Lima Maia, 25 anos.

A jovem foi alvejada por três disparos de pistola 7.65 quando saia de casa para a Faculdade Católica Rainha do Sertão. Os tiros acertaram a testa, pescoço e o tórax da vítima. A universitária morreu a poucos passos do portão da sua casa, a Rua Rui Barbosa, a poucas quadras do Terminal Rodoviário de Quixadá.

Claudenir Benício, que havia saído da cadeia recentemente, acusado de perseguir e espancar a vítima, evadiu-se do local após perceber que havia assassinado a jovem. O comerciante fugiu num veículo Corolla, cor preta, com placas de Niterói – RJ. Equipes do Ronda do Quarteirão, da Força Tática de Apoio (FTA) e da Polícia Civil cercaram a área. Minutos depois, a alguns quarteirões da casa da universitária, o comerciante suicidou-se com um tiro no ouvido, dentro do automóvel, onde seu corpo foi encontrado tombado sobre os assentos dianteiros e, na mão, a arma usada no assassinato e no suicídio, ainda municiada.

Postado por: Jornalismo - SMC / Com informações do Diário Sertão Central

Um comentário :

  1. ele não tia direito de tira a vida dela e ele a gora esta pagado no infeno

    ResponderExcluir

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo