Banner_Banco_Nordeste

sábado, 7 de julho de 2018

Falta de liderança, planejamento e de criatividade, são apontados por participantes durante debate sobre atual situação administrativa de Quixeramobim

A edição do Programa Quixeramobim Agora, que foi ao ar nesta quinta-feira, 05, através das rádios Campo Maior AM 840 e Canudos FM 106,7, além da SerTão TV, destacou o tema: “Como você vê o Quixeramobim, hoje?”.

Com esse mote, o debate discorreu os mais variados problemas relacionados à gestão municipal, que tem à frente o prefeito Clébio Pavone. Inicialmente, os convidados questionaram o descompasso dos discursos e ações adotadas pelo gestor durante seu 1 ano e meio de administração.

“A administração tem que usar da inteligência, para suprir e superar a crise. Os deputados federais e estaduais podem ajudar os municípios, como vimos que alguns deputados estão levando emendas parlamentares para os municípios. A criatividade administrativa municipal tem que partir do líder maior, do prefeito […] Em Quixeramobim está faltando criatividade, união, falta ouvir as pessoas. Ele tem que ter uma visão mais panorâmica para poder atravessar essa crise econômica e financeira”, disse o advogado Márcio Bráulio Pontes Pimentel.

Em contraponto ao mesmo, o presidente da Câmara, François Saldanha, concordou na redução de repasses em todo o Brasil, porém afirmou que os recursos existem, mas que precisam ser bem geridos. Já para o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, é necessário mais eficiência na captação dos impostos: “O está que faltando é a questão de aperfeiçoar o recolhimento de impostos, não criar mais impostos”, destacou Wauires Rodrigues.

A ex-secretária de Cultura e especialista em planejamento urbano, Terezinha Oliveira, classificou falta de prioridades: “Faltou a definição de prioridades, conhecimentos e aonde se quer chegar”. A fala da mesma foi reforçada quando Wauires revelou que esteve participando de uma reunião, em Quixadá, para elaboração do Plano Plurianual (PPA) do Estado, e durante o encontro, lamentaram a não presença de representantes da administração pública municipal de Quixeramobim. “Isso é um crime. Só faz isso quem é irresponsável”, disse François, ao ser reforçado por outros integrantes da mesa, ao criticarem o fato do Município não apresentar suas demandas ao Estado e perder a chance de conquistar projetos, demonstrando uma certa falta de planejamento, como complementou o presidente da Câmara: “Como é que o prefeito pode buscar recursos, se a administração está inadimplente […] por incompetência, por irresponsabilidade. Cadê o planejamento? Teve algum planejamento? O que vai ser priorizado?”.

Ouvintes também participaram: “Eu vejo uma cidade decepcionada com sua escolha. Já era atrasada, agora está mais ainda. Vejo como potência. A cidade centro do Ceará ficou acabada. Mas é uma cidade que tem capacidade de crescer”, disse Socorro Bernardo.

Esteve ainda no debate, o jovem estudante de Arquitetura e Urbanismo, João Victor Santiago, o empresário e artesão Francisco Rabelo, o professor Eduardo Nascimento, além do repórter Erivelton Barbosa, o advogado e escritor Valdecy Alves, ouvintes e internautas.

Vamos nós – Gostou do Quixeramobim Agora? Nos conte o que tem achado das últimas edições e nos sugira mais temas. Encaminhe seu comentário para o jornalismo@sistemamaior.com.br. Será um prazer contar com sua participação. (Do Repórter Ceará)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo