quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Polícia Civil de Quixeramobim prende mandante do assassinato de agricultor no Distrito de Manituba, em 2015

A Polícia Civil de Quixeramobim através de sua página no facebook, divulgou a prisão de dois indivíduos envolvidos no crime de morte acontecido no dia 6 de outubro de 2015, quando o senhor Raimundo Pereira Prudente, 65 anos, foi assassinado por dois homens em uma motocicleta, na localidade de Guaribas, no distrito de Manituba. De acordo com a Polícia, os mandantes do crime eram inquilinos da vítima, e estariam sofrendo cobranças acerca de alugueis atrasados.

Os acusados do crime são: Marisa Pereira da Silva, 25 anos, presa na localidade de Onça (na foto) e seu companheiro que se encontra foragido. Segundo a Polícia, para a execução do plano, o casal contratou dois homens, o condutor da motocicleta, Roberto Moreira da Silva,  37 anos,  conhecido por "Nêgo" (na foto), foi capturado, hoje, 20, na cidade de Pedra Branca. Já o executor do crime encontra-se foragido.

Os dois presos foram levados à Delegacia Municipal de Quixeramobim, onde foram ouvidos e em seguida, encaminhados para a Cadeia Pública da cidade. O delegado André Firmino coordenou as investigações e a prisão dos dois. A Polícia Civil mantém as diligências no intuito de prender os demais envolvidos na ação criminosa.

Matéria relacionada: Guaribas: Agricultor é assassinado na zona rural de Quixeramobim

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação / Foto: Divulgação

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo