terça-feira, 25 de julho de 2017

Mais de 500 mil crianças de até 14 anos no Ceará vivem com menos de R$ 200

Mais de 500 mil crianças de até 14 anos se encontram em situação de pobreza extrema no Ceará, em famílias vivendo com até ¼ de salário mínimo per capita, ou seja, no máximo R$ 194* por pessoa. Os dados de 2015 constam em relatório divulgado pela Fundação Abrinq, nesta terça-feira, 25, que compara a situação da infância no Brasil com as metas assumidas pelo Brasil nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas).

Em relação à pobreza extrema, o Ceará é o segundo pior estado para as crianças de 0 a 14 anos. São 561.736 mil, equivalente a 28,6%, vivendo em famílias com renda per capita de até R$ 194. O estado só perde para o Maranhão, que tem 35,2% dessas crianças vivendo em situação de pobreza extrema.

As menores concentrações de crianças em situação domiciliar de pobreza extrema estão em Mato Grosso (5%), Mato Grosso do Sul (3,9%), Distrito Federal (3,8%), São Paulo (3,7%) e Santa Catarina (2,8%). A porcentagem do Ceará é mais do que o dobro da média do Brasil, cuja população de zero a 14 anos em situação de pobreza representa 13,5%. (Do O Povo Online)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo