terça-feira, 11 de abril de 2017

No Sertão Central, Quixeramobim, Quixadá e Pedra Branca apresentam alta infestação do aedes aegypti

O Ceará aumentou em quase 65%, de 2016 para 2017, o número de municípios que realizaram o primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) do ano, que passou de 82 para 135.

Percentualmente, diminuiu o número de municípios com alta infestação pelo mosquito transmissor da dengue, chikungunya e zika, de 31,7% para 30,4%, e daqueles em situação de média infestação, de 40,2% para 28,2%. O percentual de municípios em situação satisfatória, de baixa infestação, aumentou de 28% para 41,4%. Este ano, pelo Índice de Infestação Predial (IPP), o Estado tem 41 municípios com alta infestação (acima de 3,9%), 33 com média infestação (entre 1% e 3,9%) e 23 com índice satisfatório (menor que 1%).

Na área que compreende a 8ª Coordenadoria Regional de Saúde, os municípios de Senador Pompeu e Solonópole apresentam baixa infestação, com 0,9 e 0,0%, respectivamente. Já Ibicuitinga encontra-se com o índice médio de 2,6%. No caso de Quixeramobim (10,4%), Quixadá (6,5) e Pedra Branca (5,0), os três são os municípios que estão dentro da lista de 41 cidades com alta infestação.

O LIRAa é o método amostral, desenvolvido e adotado a partir de 2003 pelo Programa Nacional de Controle da Dengue do Ministério da Saúde, cujos resultados permitem aos gestores direcionarem com mais precisão as medidas de prevenção e combate do mosquito e o controle das doenças por ele transmitidas – dengue, chikungunya e zika. Com mais informações coletadas, é possível identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de depósito onde as larvas foram encontradas.

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação com SESA

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo