sábado, 31 de dezembro de 2016

Amanda Nunes nocauteia Ronda Rousey em 48 segundos e segue campeã do UFC

A brasileira Amanda Nunes simplesmente não tomou conhecimento de Ronda Rousey no octógono e liquidou o duelo entre elas antes do fim do primeiro minuto. Com um boxe muito afiado e alinhado, a brasileira aplicou uma sequência de socos precisos no rosto da adversária, fazendo a “queridinha do MMA” andar para trás e ficar visivelmente combalida a cada golpe recebido no rosto. Não deu outra: nocaute avassalador com apenas 48 segundos de combate, na luta principal do UFC 207, realizado na madrugada de sexta para sábado (31), em Las Vegas, nos Estados Unidos. A

Com o resultado, a baiana manteve o seu título de campeã dos pesos-galos feminino do UFC. O triunfo sobre Ronda foi a primeira defesa de cinturão de Amanda, que chegou ao topo de sua categoria ao derrotar, por finalização, a americana Miesha Tate, em julho deste ano. A atuação de gala no UFC 207 rendeu à brasileira o bônus US$ 50 mil (cerca de R$ 162 mil) pela “Perfomance da Noite”.

Logo após a interrupção do árbitro Herd Dean, decretando o fim do combate, Amanda celebrou a vitória fazendo um gesto como se dissesse que calou todos os críticos, principalmente aos que acharam que ela não tinha chance contra Ronda, favorita na bolsa de apostas para o combate. Em seu discurso, ainda no octógono, ela enalteceu o seu desempenho e sua preparação para o combate. (Do Blog Clube da Luta)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo