sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Dengue no Ceará mais que triplica entre 2018 e 2019

A incidência da dengue no Estado do Ceará permanece alta em 2019. Entre os meses de janeiro e outubro, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) confirmou 14.135 casos do doença. O total é mais que o triplo do registrado em igual período do ano passado, quando foram apenas 3.720 registros. Os dados são do último boletim epidemiológico.

O dado oficial mais atualizado, até a publicação desta reportagem, indicava 135 casos de dengue com sinais de alarme (DCSA) confirmados em 25 municípios. Dos 16 casos graves registrados, 13 evoluíram para óbito, 18% a mais que em 2018, quando 11 pessoas morreram vítimas da doença.

A maioria dos casos, 41,6%, atingiu as faixas etárias de 20 a 39 anos de idade. Do total de registros, 56,2% das vítimas foram mulheres.

O aumento de casos entre os anos pode estar relacionado à reintrodução pontual da dengue tipo 2 em algumas localidades, segundo destaca a Supervisora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Sesa, Sarah Mendes. Ainda assim, ela explica que a circulação viral no Estado permanece baixa.

"Considerando que o Ceará viveu sete grandes epidemias, o cenário está confortável e a circulação do sorotipo 2 não está generalizada. Não é motivo de preocupação ainda”, afirma.

Conforme acrescenta, os municípios cearenses que apresentaram cenários epidêmicos são visitados pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica e pelas equipes de controle do mosquito Aedes aegypti para o trabalho de prevenção. (Do G1-CE)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo