Banner_Banco_Nordeste

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Populares encontram perna humana em cemitério da zona rural de Quixeramobim; Líder comunitário esclarece caso

No último sábado, 07, moradores da comunidade de Jardim, na zona rural de Quixeramobim, encontraram uma perna humana dentro de um caixão, no Cemitério da localidade.

Os populares realizavam um sepultamento quando notaram um túmulo aberto, com um caixão pequeno, utilizado geralmente no sepultamento de criança, e dentro dele uma perna humana, enrolada em ataduras e um saco plástico.

Ao tomar conhecimento da situação, o presidente da Associação Comunitária, Damião Monteiro, foi até o local, por volta das 20h30min, do mesmo dia. Ao chegar, constatou o fato. Ocorre que, conforme relatou Damião em entrevista ao blog, o mesmo se lembrou do caso de uma senhora que reside na comunidade de Riacho do Algodão, que por problemas de saúde, teve que amputar sua perna.

Damião buscou ajuda da Rádio Campo Maior AM 840 para localizar os familiares da mesma para que pudessem realizar a vedação do túmulo. “Um rapaz colocou o caixão, mas não fechou. Quando o pessoal foi enterrar uma pessoa, viram a cena e ficaram assustados. Esta senhora amputou a perna no Hospital e a funerária colocou o membro dentro de um caixão pequeno, utilizado para sepultamento de criança. Mas após anunciar o caso, rapidamente foi resolvido”.

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação / Foto: Ilustrativa

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo