Banner_Banco_Nordeste

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Cerca de 3 mil porções de maconha, crack e cocaína são apreendidas pela Polícia em Quixeramobim

Na tarde desta terça-feira, 10, equipes do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) e do Ronda com Cães (Roca) apreenderam mais de três mil porções de drogas ilícitas prontas para comercialização em Quixeramobim, no Sertão Central. As substâncias entorpecentes estavam dentro de baldes plásticos. Os recipientes estavam enterrados em um terreno localizado por detrás do Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) do município.

A Polícia Militar ainda informou que chegou até às drogas por meio de denúncia anônima. Dentro dos dois baldes havia 1.196 trouxinhas de maconha, totalizando 1,4 quilos dessa droga, 1.610 pinos de cocaína, equivalendo a 1,1 quilo e ainda 115 pedras de crack. A droga pertencia ao traficante identificado pelo pseudônimo de “Perverso“. Ele foi preso no dia anterior, nas proximidades do terminal rodoviário de Quixeramobim.

Ao ser preso “Perverso” confessou ser o novo gerente do tráfico da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) na cidade. Ele alegou que a droga pertencia a uma mulher identificada como “Manu“. Outro membro do PCC, conhecido por “O“, estaria com três armas de fogo, onde dando continuidade aos trabalhos preventivos os policiais prenderem outro comparsa, com duas pistolas calibre 380 e munições.

Este terceiro integrante do PCC, que não teve o seu nome revelado, confessou que havia chegado à cidade para matar membros da facção rival, o Comando Vermelho (CV). Ele disse ser primo de uma das vítimas da chacina pratica em Quixeramobim na noite de 28 de junho passado em um antigo assentamento de trabalhadores rurais. Pretendia vingar a morte dela, completou a Polícia. (Do Repórter Ceará com informações do Diário do Sertão Central)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo