Banner_Banco_Nordeste

domingo, 17 de junho de 2018

Morre o professor e radialista José Artur Costa, ex-secretário de Educação de Quixeramobim

Professor Zé Artur apresentando o programa Sempre Sucesso na Campo Maior AM / Foto: Arquivo SMC
Morreu em Quixeramobim, aos 77 anos, na noite deste domingo, 17, o professor José Artur Costa, ex-secretário de Educação do município. Zé Artur, como popularmente era conhecido, estava internado na UTI do Hospital Regional do Sertão Central desde o último final de semana.
Entrega de placa em homenagem ao professor José Artur no aniversário de 29 anos da rádio Campo Maior AM / Foto: Arquivo SMC
José Artur Costa é natural de Quixeramobim, filho de José Nilo Costa e Maria Heloisa Pereira Costa e esteve sempre a serviço da terra natal, atuando como professor no colégio Doutor Andrade Furtado e gestor de atividades esportivas, além de ter integrado a equipe esportiva da rádio Campo Maior, realizando grandes coberturas em todo Estado do Ceará.
Homenagem feita em 2017 pela Campo Maior AM / Foto: Arquivo SMC
Foi homenageado pela emissora nas comemorações de 29 anos da AM 840, com um quadro simbólico pelo "Sempre Sucesso", programa que conduzia na rádio semanalmente, aos sábados, há 19 anos, sem nenhuma interrupção. Em 2006, na I Quiarte, recebeu a Comenda Alfredo Machado. Era membro atuante do projeto Boemidade e ainda integrava a Academia Quixeramobinense de Letras, Ciências e Artes - AQUILetras.
Lançamento do livro do professor José Artur / Foto: Arquivo SMC
Em 2016, em entrevista ao Quixeramobim, professor José Artur revelou, após passar por procedimento cirúrgico na Casa de Saúde São Raimundo que estava em sua segunda vida: “Posso dizer que estou na minha segunda vida”. Na época ele havia feito o cateterismo.
José Artur Costa em entrevista ao Quixeramobim Agora, em sua residência, em 2016 / Foto: Arquivo SMC 
Biografia
Iniciou seus estudos no Grupo Escolar Assis Bezerra, tendo como primeira professora a sua madrinha de batismo – srª Terezita Skeff. Ao concluir o “Curso Primário”, como era chamado o 1º Grau, teve que ir para a Baturité, sendo aluno interno do Colégio Salesiano Domingos Sávio, onde cursou o Ginásio, correspondente às séries 6ª a 9ª atuais. O Ensino Médio foi cursado em Fortaleza, no Liceu do Ceará.

Após concluir o Ensino Médio voltou à Terra Natal quando foi convidado a lecionar no Grupo Assis Bezerra e no Ginásio Dom Quintino. Também foi professor no Colégio Estadual Dr. Andrade Furtado, sempre na disciplina de Matemática, a qual sempre conduziu com sublime maestria. Integrou a equipe gestora desses estabelecimentos ocupando o cargo de Vice-diretor.

Como servidor público ocupou alguns cargos diretivos em unidades regionais: Coordenador da Unidade do Instituto de Previdência do Ceará (antigo IPEC – hoje ISSEC); Delegado Regional de Ensino (12ª CREDE) o que permitia manter residência em Quixeramobim e cursar Pedagogia na UECE, em Limoeiro do Norte, especializando-se em Administração Escolar. Novamente passa uma temporada em Fortaleza devido a sua nomeação para a Superintendência de Recursos Humanos do Ceará – SUPREH, unidade da Secretaria Estadual da Administração.

Voltando a Quixeramobim assumiu a Secretaria Municipal de Educação e teve papel fundamental na formulação do projeto para criação da Escola Agrícola Leorne Belém, sendo seu Diretor Fundador, onde realizou um trabalho com sua marca pessoal – competência, honestidade e abnegação.

Além das esferas educacionais e gestão pública, sempre se envolveu com trabalhos voluntários em áreas que muito lhe davam prazer: os esportes e a Música. A forte influência do desportista Nilo Costa, seu genitor, também participou ativamente do Desporto de Quixeramobim, como atleta e dirigente das Entidades: Liga Desportiva de Quixeramobim e Associação Desportiva de Quixeramobim. A facilidade de comunicação o tornou comentarista nas rádios locais.

Reunindo sua vivência no Futebol da nossa terrinha com a vontade de homenagear amigos que brilharam nas peladas e competições oficiais, especialmente a Seleção de Quixeramobim, publicou o Livro “Chutando Bola nos Campos da Minha Cidade”. O livro foi mais uma empreitada do seu jeito de fazer o que gosta: custeado integralmente por ele e distribuído gratuitamente com os personagens e admiradores

Vocacionado para a Música, dono de bela voz cultiva um repertório primoroso acumulado desde as serestas da juventude. Formou com amigos o Grupo Coroas da Saudade que se apresentavam em festas de amigos e até gravaram alguns CDs. Hoje os Coroas fizeram base do Projeto Resgatando a Boemidade, que acontece quinzenalmente nas noites de sábado na Praça da Matriz.

A sua maior paixão e orgulho era a família, que constituiu com sua amada esposa Jandira Saraiva Costa, também professora. Zé Artur deixa dois filhos, o arquiteto Artur Eduardo e a fisioterapeuta Suzani Costa.

NOTA
O Sistema Maior de Comunicação, por meio de seu diretor-presidente, Sérgio Machado, externa sua profunda tristeza com a partida de nosso professor. Ensinar é uma arte e aprender com suas experiências será nossa eterna lembrança. Que Deus conforte a todos, em especial seus familiares.

Atualizada às 21h:03min

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação

Um comentário :

  1. Honestidade, determinação e talento! Esse filho de Quixeramobim deixará muitas saudades princalmente para aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Que Pai Eterno o esteja recebendo e aqui conforte todos da Família Costa. O meu adeus dá capital do Brasil.

    ResponderExcluir

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo