Banner_Banco_Nordeste

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Há dez jogos sem vencer na temporada, Ceará tenta superar má fase

“Tem que continuar acreditando”, disse Jorginho ao final do duelo contra a Chapecoense, após mais uma derrota do Ceará na Série A. Apesar da fala em tom de esperança do treinador, o clima de total descrédito do torcedor com a equipe só se fortalece. São dez jogos sem conquistar uma única vitória.

O clube está a seis dias de completar um jejum de dois meses de resultados negativos. Entretanto, terá duas chances de colocar um ponto final na má fase. No domingo, encara o Cruzeiro, que vem de três vitórias seguidas, no Castelão. Três dias depois enfrenta o Botafogo, que vive momento ruim, no Engenhão-RJ.

Nas arquibancadas, a desconfiança e impaciência tomaram conta do sentimento da torcida. Torcedores cobram uma reação dos jogadores e pedem contratações. O presidente Robinson de Castro é um dos principais alvos das duras críticas. O jogador colombiano Reina chegou a ser agredido na saída dos vestiários após a partida contra o CRB pela Copa do Nordeste. Vaias já se tornaram constantes nos jogos dentro de casa.

Diante do clima turbulento, o Ceará não divulgou o horário do desembargue da delegação em Fortaleza após o revés em Chapecó, na quarta passada. Segundo a assessoria de comunicação do clube, por questões de logística e segurança. A reapresentação dos atletas está marcada para hoje à tarde, no estádio Carlos Alencar Pinto, no Porangabuçu.

Com uma semana de trabalho completada ontem, Jorginho tenta manter os jogadores motivados para sair da situação atual. Mesmo com semblante abatido na coletiva pós-jogo diante da Chape, o treinador carioca fez um discurso positivo, de que é possível reverter o quadro na competição da elite do futebol brasileiro. “A coisa pode mudar a qualquer momento. A gente sabe que uma vitória nossa pode nos levar muito próximo de sair da zona de rebaixamento”, afirmou.

O técnico, desde que foi apresentado, adota uma postura de proximidade aos jogadores, com elogios à entrega do time em campo. Não foi diferente após nova derrota em Santa Catarina. “Os jogadores estão se entregando ao máximo nos jogos.” Entretanto, Jorginho sabe que o time precisa render mais para sair da zona. E confia no elenco que tem em mãos. “Ainda é pouco para o nível do futebol brasileiro, de primeira divisão. Nós vamos melhorar e sair dessa situação”, pontuo.

Para o próximo jogo, Jorginho não poderá contar com Luiz Otávio, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. A situação de Rafael Pereira, Felipe Azevedo e Juninho, trio que não atuou contra a Chapecoense por lesão, deve ser atualizada hoje. (Do O Povo Online)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo