terça-feira, 25 de julho de 2017

Polícia Federal inicia segunda fase de operação contra pedofilia no Ceará e em outros 13 estados brasileiros

Nesta segunda-feira, 25, a Polícia Federal iniciou a segunda fase da Operação Glasnost, que cumpre mandados de prisão em 51 cidades de 14 estados brasileiros. A ação, com primeira fase deflagrada em 2013, investiga exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet.

Conforme a PF, a investigação teve como base o monitoramento de um site russo utilizado como “ponto de encontro” de pedófilos do mundo todo. As pessoas investigadas produziam e armazenavam fotos e vídeos de crianças, adolescentes e até mesmo de bebês com poucos meses de vida, muitos deles sendo abusados sexualmente por adultos, e as enviavam para contatos no Brasil e no exterior.

Ao todo, foram expedidos 72 mandados de busca, três de prisão preventiva e dois de condução coercitiva (quando a pessoa é intimada a dar depoimento), que estão sendo cumpridos no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe.

A PF disse ainda que as investigações resultaram na identificação de centenas de usuários, brasileiros e estrangeiros, que compartilhavam pornografia infantil na internet, bem como de diversos abusadores sexuais e produtores de pornografia infantil, tendo sido identificadas, ainda, diversas crianças vítimas de abuso. (Do Repórter Ceará – Com informações do G1-CE)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo