segunda-feira, 3 de julho de 2017

O antigo problema dos calçamentos de Quixeramobim

Com o título acima, acompanhe o editorial do site Repórter Ceará publicado ontem, 02:

Trafegar pelas ruas de Quixeramobim representa um desafio para milhares de condutores. A enorme quantidade de buracos, as pedras de calçamento soltas e os bueiros desnivelados, dificultam o livre trânsito dos veículos, aumentam o risco de acidentes e prejudicam a economia local. Os obstáculos encontrados há anos em quase todas as vias públicas da cidade evidenciam o descaso do poder público e a sua incapacidade de reconhecer e solucionar problemas simples, mas que geram enormes transtornos à população.

O quadro nem sempre foi esse. Houve um tempo em que os bueiros eram nivelados, os calçamentos não apresentavam tantos buracos nem ondulações. Porém, com o início das obras de saneamento básico na sede do município, o cenário mudou. Parte da pavimentação teve que ser removida para a colocação de dutos de esgotamento sanitário. O calçamento posteriormente implantado tornou quase irreconhecíveis as ruas da cidade.

Neste ano, as chuvas agravaram ainda mais a situação. Soma-se ainda aos fatores naturais de degradação a circulação de caminhões com excesso de peso pelas principais vias do centro urbano. De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), o sobrepeso dos veículos reduz em 40% a vida útil do pavimento. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a frota de veículos de Quixeramobim é composta por 621 caminhões, fora os 152 ônibus e 4.756 automóveis.

Além de contribuírem para redução da segurança no trânsito, as ruas esburacadas aumentam o tempo de viagem dos condutores – que precisam fazer inúmeros desvios, elevam o consumo de combustível e os gastos com conserto dos veículos, o que, por sua vez, provoca o aumento do preço final dos produtos.

Movido pelas reinvindicações populares, o prefeito Clébio Pavone declarou recentemente em entrevista a Rádio Campo Maior que, após a conclusão do processo licitatório, uma força-tarefa será criada para recuperar todas as ruas de cada bairro da cidade. De acordo com o prefeito, o Projeto Básico já está em andamento e, provavelmente, nos próximos “dois ou três meses” as operações começarão. Enquanto isso, a população espera ansiosa.

A situação atual requer uma intervenção imediata, eficaz e duradoura. No entanto, as ações da nova gestão municipal não devem se restringir a uma operação tapa-buracos. É preciso atuar em três frentes simultâneas de trabalho: além de corrigir as irregularidades, é necessário buscar a conservação e a fiscalização das vias públicas. Ademais, é imprescindível que os vereadores do município discutam e aprovem a criação de lei que regulamente o trânsito de veículos pesados no perímetro urbano. Uma boa pavimentação revela não só a qualidade da urbanização de uma cidade, mas também, o compromisso dos seus gestores com o bem estar da população.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo