quinta-feira, 29 de junho de 2017

Sertão Central será beneficiado indiretamente com a chegada da Transposição ao Ceará

O Sertão Central é uma das regiões mais castigadas pela estiagem que se estendeu no Estado nos últimos anos e, apesar da quadra chuvosa, ainda encontra-se em situação delicada com relação aos recursos Hídricos. Duas das maiores cidades da região, Quixadá e Quixeramobim, atualmente dependem de um único reservatório para abastecimento, o Açude Pedras Brancas.

Quixeramobim, que através de adutora consegue abastecer sua sede, encontra-se com o seu maior Açude, o Fogareiro, sem recarga suficiente para perenizar o rio Quixeramobim e abastecer a Barragem local. O não beneficiamento direto da transposição do Rio São Francisco, que teve suas obras retomadas, acendeu uma alerta à população.

O secretário de Recursos Hídricos, Francisco Teixeira, afirmou, ao Programa SerTão Conta Mais, da Rádio Campo Maior AM 840, que apesar de não vir diretamente para a região, a chegada da transposição trará benefícios indiretos ao Sertão Central. Segundo ele, com a água do projeto chegando ao Castanhão, por exemplo, o Açude Banabuiú, o maior da região, será aliviado e se tornará o ‘grande pulmão’ do Sertão Central, através da construção de um sistema adutor interligando este reservatório ao Pedras Brancas (em Quixadá) e Fogareiro (em Quixeramobim), semelhante ao sistema construído na Serra da Ibiapaba, nos anos 90, que a partir do Açude Jaburu, atende a 250 mil pessoas.


O secretário ainda lembrou que a ação deve integrar o Projeto Malha D´Água, que o Governo pretende implantar ‘em breve’, em parceria com o Banco Mundial.

O deputado Carlos Matos (PSDB), presidente da Comissão Especial para Acompanhar e Monitorar as Obras de Transposição do Rio São Francisco da Assembleia Legislativa do Ceará, lembrou que, como a transposição não chegará diretamente a região, o projeto de interligação lembrada pelo secretário deve ser reforçado.

“Como tudo na política, pressão é tudo. É preciso haver um plano diretor para os próximos 10 anos e a partir daí uma articulação dos prefeitos, dos vereadores. Me coloco a disposição para fazermos uma força capaz de ter uma agenda concreta”, lembrou o parlamentar.

Também em conversa com a reportagem, o ex-vereador de Quixeramobim, Marcos Simão, lembrou de um requerimento apresentado por ele, durante seu mandato, que sugeria a construção de um sistema de transposição do Açude Banabuiú para o Pedras Brancas. Sobre essa possibilidade, o secretário Francisco Teixeira voltou a lembrar a importância do projeto de interligação dos reservatórios por sistema adutor e não de canal.

A população cobra iniciativa das lideranças políticas do Sertão Central para voltar a debater alternativas viáveis para os próximos anos na região, sobretudo mediante o benefício indireto da transposição do Rio São Francisco à região. (Do Repórter Ceará)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo