segunda-feira, 26 de junho de 2017

Deputado Tomaz Holanda propõe criação da Região Metropolitana do Sertão Central

De autoria do deputado estadual quixeramobiense, Tomaz Holanda (PPS), tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará um projeto de Lei Complementar que dispõe da criação da Região Metropolitana do Sertão Central.

Ano passado, foi criada a Região Metropolitana de Sobral, sendo reconhecida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em maio deste ano. Além de Sobral, compõem a Região Metropolitana as cidades de Massapê, Senador Sá, Uruoca, Santana do Acaraú, Forquilha, Coreaú, Moraújo, Groaíras, Reriutaba, Varjota, Cariré, Pacujá, Graça, Frecheirinha, Miraíma, Meruoca e Alcântaras. A proposta foi de autoria do então deputado Ivo Gomes, hoje prefeito de Sobral.

Agora, depois da instituição das regiões metropolitanas de Fortaleza, Cariri e Sobral, o deputado Tomaz Holanda, defende a criação da Região Metropolitana do Sertão Central. O parlamentar ainda defende a criação de um Conselho de Desenvolvimento da área, além do Fundo de Desenvolvimento e Integração. Conforme Tomaz, a Região, composta por 12 municípios, tem todas as condições para se tornar uma Região Metropolitana, visto que atende a todos os requisitos para tal.

O deputado garante que a iniciativa objetiva atualizar as questões relativas ao desenvolvimento e à integração regional contidas na Constituição estadual: “Por meio da criação da Região Metropolitana do Sertão Central, pretende-se contribuir para a constituição de uma circunstância cultural e socioeconômica”, disse.

Dados do IBGE mostram que o Sertão Central tem uma área de 15.678,40 km² e é composto pelos municípios de Milhã, Banabuiú, Choró, Deputado Irapuan Pinheiro, Ibaretama, Mombaça, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu e Solonópole. A população total do território é de 361.943 habitantes. (Do Repórter Ceará)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo