sexta-feira, 31 de março de 2017

Populares reclamam de ausência do poder público em Conjunto ocupado e falta de fiscalização no cadastro de contemplados

Em meio as ocupações que ainda ocorrem aos dois conjuntos habitacionais, o Jardim Norte I, no Planalto Sabonete, e o Edmilson Duarte de Lima, na Pompeia, surgiram diversas reclamações de pessoas que estão na ocupação e de cadastrados para serem contemplados com as residências, que preferiram não participar do movimento.

Fato é que esta manhã (31/03) muitos foram os ouvintes do Conjunto Habitacional da Pompeia que cobraram a presença do poder público no intuito de resolver toda a questão. Segundo eles, tem se jogado muito a culpa da resolução deste problema para as construtoras e para os bancos, seja o Brasil ou a Caixa, e se percebido uma ausência do poder público em meio a esta problemática.

“Nós queremos pelo menos uma resposta. Que venha aqui, dar uma satisfação. Quando é época de eleição estão todos aqui batendo nas portas. Cadê os nossos representantes?”, cobrou uma ocupante do Conjunto Habitacional da Pompeia.

Outra reclamação feita por ouvintes foi a de que os mesmos estão procurando o setor de Habitação, da Secretaria Municipal de Assistência Social, para denunciar o nome de pessoas que estão cadastradas para receberem casas nos dois conjuntos, mas que ao contrário do que deveria ocorrer, estas pessoas apresentam uma condição de vida melhor, ou seja, não deveriam ser contempladas, já que estas residências são para pessoas carentes.

“Eu já fui lá no Conselho de Habitação e eles falaram que não podiam fazer nada porque quem faz é o Banco. E aí? Como fica essa situação? A gente chega lá e fala e eles dizem que não podem fazer nada”, questionou a ouvinte Sandra, da Pompeia.

Acompanhe o que disseram os ocupantes, que afirmaram estarem formando uma Associação para tratar do assunto, clique AQUI.

(Do Repórter Ceará)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo