terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Com sintomas mais graves entre doenças do Aedes, chikungunya preocupa

No Ceará, o número de casos confirmados de febre chikungunya já supera o de dengue este ano. Segundo boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) no último dia 10 de fevereiro, foram confirmadas 227 das 1.341 notificações de chikungunya feitas de 1º de janeiro até o dia 4 deste mês, sendo 27 confirmações a mais do que as de dengue (200). Transmitida, principalmente, pelo mosquito Aedes aegypti — tal como dengue e zika —, a doença preocupa porque seus agravos ainda não são totalmente conhecidos.

Em capacitação de médicos das redes pública e privada para o enfrentamento a arboviroses, na manhã de ontem, na Unichristus, o professor da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) e pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz), Rivaldo Venâncio, disse que, das três patologias de destaque, chikungunya tende a ser aquela com febre e dores mais intensas, além de ter duração maior (às vezes, mais de ano) e potencial elevado para se tornar crônica. (Do O Povo Online)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo