quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Com expectativa de chuvas na média, recarga de açudes é desafio

Começa hoje o período crucial para definir o fim ou o prolongamento de uma das secas mais severas da história do Ceará. O período conhecido como quadra chuvosa, entre fevereiro e maio, é o que normalmente garante aporte para os açudes e boa colheita para o sertanejo. Porém, o cenário dos últimos cinco anos de estiagem firmou o improvável. Agora, com a maior probabilidade de chuvas dentro da média, a nova quadra chuvosa representa esperança para a agricultura, mas não apaga as preocupações com os reservatórios cearenses.

O prolongado período de seca dificulta a recuperação dos açudes, mesmo com mais chances de as precipitações alcançarem a média histórica, como prevê a Fundação Cearense de Meteorologia (Funceme). O difícil é prever qual região do Ceará pode ou não ficar em uma situação de abastecimento favorável. Isso por causa da característica da região em que está o Estado que aponta para chuvas irregulares e espaçadas com o sol.

“Para garantir boa recuperação dos açudes, a gente precisa de chuvas muito intensas em um período curto de tempo. O volume precisa ser considerável para que a água não seja absorvida pelo solo, sem escoar para os reservatórios”, explica Gianni Lima, assessor da presidência da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh). (Do O Povo Online)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo