segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Quixeramobim: Gestão municipal chega a 16 dias com decreto de emergência financeiro contestado pelo ex-prefeito

A administração municipal de Quixeramobim chega a 16 dias nesta segunda-feira registrando uma série de acontecimentos que movimentaram os bastidores políticos do município.

Semana passada, por exemplo, foi considerada das mais movimentadas, sobretudo com a decretação, por parte do prefeito Clébio Pavone (SD), de emergência financeira no município por 90 dias, que possibilita, dentre outras ações, a contratação de bens e serviços com dispensa de licitação. A situação financeira é contestada pelo ex-gestor Cirilo Pimenta.

Pimenta chegou inclusive a conceder entrevista à emissoras de rádio de Quixeramobim e até mesmo à uma emissora de TV cearense na noite da última sexta-feira, 13, sobre o assunto. O ex-gestor apresentou um balanço, que comprovaria, segundo ele, que o município recebeu recursos e que não se encontra com o déficit de R$ 15 milhões, como foi informado pela atual gestão.

Por outro lado, Pavone continua mantendo a posição do decreto que determinou como medida de contenção a redução no consumo de combustível e maior controle no uso de carros oficiais. Entretanto, o gestor não anunciou outras medidas, como a diminuição de salários e de cargos comissionados. Pelo contrário, têm mantido as contratações, segundo apontam aliados.

Em entrevista à reportagem, o advogado sindicalista Valdecy Alves orientou os prefeitos que decretaram emergência a publicarem os extratos bancários das contas municipais desde o dia 02 de janeiro, para fins de comprovação da falta de dinheiro para pagamento dos salários atrasados de dezembro. O ex-prefeito alega que o dinheiro de dezembro só entraria este mês e por este motivo não teve como pagar em dezembro.

Diretores escolares
Semana passada Pavone realizou ainda uma solenidade de posse de novos diretores das escolas municipais, o que gerou mais uma polêmica. O gestor havia firmado o compromisso de campanha de realizar eleição direta para escolha dos diretores escolares, mas não foi o que aconteceu. Todos foram lotados por indicação política.

O Conselho Municipal de Educação deve verificar essas indicações. Profissionais da educação apontam que, além de pedagogia, seria necessário que os profissionais comprovassem experiência em sala de aula e especialização em gestão escolar.

Saída de secretário
Vale lembrar que Clébio já teve que lidar com a saída de Marcos Machado nos primeiros dias de gestão. Marcos alegou incompatibilidade entre as funções de coordenador do Polo UAB e de Chefe de Gabinete e afirmou preferir permanecer na UAB, sendo agora assessor especial do prefeito.

Após a saída de Machado, passou a ser ventilada a informação de que a mesma teria sido uma imposição do vice-prefeito Marcos Rogério (PR), devido a supostos conflitos em torno de nomeações de pessoas na administração, informação não confirmada por nenhum deles.

Sobre a saída de João Paulino da Controladoria Geral, o mesmo afirmou à reportagem que não deixou a pasta. A informação havia circulado na sexta-feira, 13.

Troca de secretárias
A reportagem ainda foi informada de que o prefeito pretende realizar uma troca de secretárias. A atual Chefe de Gabinete, Karyna Dantas, deve ir para a pasta da Cultura e Ruanna Fernandes para a Chefia. Indagada se essa troca já ocorreu, Karyna afirmou: “Ainda não”.

Outros percalços
A mudança da logomarca oficial do município em menos de dez dias, além da falta de água em alguns bairros também foram percalços a serem resolvidos por Clébio neste início de gestão. Afora tudo isso, Pavone ainda tem que lidar com a procura constante de eleitores que já reclamam da dificuldade no atendimento no gabinete. Muitos deles buscam emprego na administração municipal.

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação

Um comentário :

  1. gente isso é as mudanças que vcs tanto queriam,agora nao reclamem

    ResponderExcluir

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo