terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Quixadá e Quixeramobim têm mais de dois mil casos confirmados de Chikungunya em 2016

Em 2016 mais de dois mil casos de Chikungunya foram confirmados em Quixadá e Quixeramobim. Em Quixadá, duas pessoas morreram de Chikungunya. A doença preocupa o Ministério da Saúde porque poucas pessoas contraíram o vírus, e por isso a grande maioria da população não está imune.

O vice-diretor de Serviços Clínicos do Instituto Nacional de Infectologia da Fiocruz, José Cerbino, explica o que é a doença e quais são os sintomas: “O vírus da Chikungunya é um vírus um pouquinho diferente dos outros dois, ele é de uma família diferente, não é um flavivírus. Mas é um vírus muito semelhante e também é transmitido pelo mosquito. Então, de novo: ele acontece no mesmo período, nos mesmos locais onde vai acontecer a Zika e a Dengue. A principal característica da Chikungunya é a dor articular, a dor nas juntas. A palavra Chikungunya é uma palavra africana que quer dizer ‘andar recurvado’. E esse andar recurvado é por causa da dor que a pessoa que tem a doença sente. Então é uma doença que também dá febre, que também pode dar manchas pelo corpo, e tem como principal característica a dor e o inchaço nas juntas. Nas mãos, nos pés, nos joelhos. Essa é a principal característica dela”.

A recepcionista Marli da Silva, de 57 anos, moradora de Quixeramobim, já teve Dengue e pegou Chikungunya em julho do ano passado: “Eu comecei a sentir dores nas minhas articulações, os meus pés ficaram muito inchados, não conseguia andar, dores fortes na coluna. Eu fiquei de cama mesmo. As minhas mãos ficaram parecendo que eu estava perdendo o tato. E eu passei em torno de três, quatro meses sentindo aquelas crises mais fortes, as minhas articulações, os meus pés, fiquei sem andar, andei quase de muletas. Eu sempre falei, eu não desejo isso pra minha pior inimiga, eu tenho um vasto cuidado com a minha casa".

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação - Com informações da Agência do Rádio

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo