sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Justiça Eleitoral cassa vereadora de Fortaleza por compra de votos

A Justiça Eleitoral do Ceará cassou na última quinta-feira, 26, o diploma da vereadora de Fortaleza, Lucimar Vieira Martins, conhecida como Bá (PTC), por compra de votos nas últimas eleições.

A condenação se deu após denúncia do Ministério Público do Ceará (MP-CE), que apontou a existência de um “balcão de prestação de favores e dádivas” no comitê da candidata. Segundo o juiz, não há dúvida de que a campanha da candidata teria distribuído benefícios diversos em busca de votos.

A decisão destaca ainda a tentativa de destruição de provas dos crimes. Segundo o relatório da decisão, no momento da apreensão, integrantes do comitê da vereadora “atiraram documentos sobre o muro em direção a terreno vizinho”, tentando eliminar evidências contra a vereadora.

“É notório que essa prática, tanto de compra de votos, como de ocultação de provas, beneficiava diretamente a candidata, não sendo absolutamente crível que a representada não tivesse conhecimento de todos esses fatos que resultaram na consumação ou prática do ilícito eleitoral no ambiente de seu próprio comitê”, diz a decisão do juiz.

Além da cassação, a Justiça determinou uma multa no valor de R$20 mil. A parlamentar ainda pode recorrer da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE).

Postado por: Jornalismo – Sistema Maior de Comunicação com informações do Blog de Política – O Povo

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo