terça-feira, 10 de janeiro de 2017

História: Há 105 anos Salvador era bombardeada por tropas federais

O Bombardeio de Salvador de 1912 foi um dos momentos graves da luta política existente entre as oligarquias da República Velha no Brasil.

Em 1910, o grupo conservador da Bahia se dividiu por causa das disputas políticas a presidência da República. Um cenário de completa desunião. Em 1912 houve atraso nas eleições estaduais, a renúncia de um governador, a recusa do sucessor imediato de assumir o cargo e a posse de um inimigo político do governo central. Uma situação de conflito que resultou em intervenção federal que queria manter nos governos estaduais seus aliados políticos.

O bombardeio teve início com três tiros de pólvora. Os fortes de São Marcelo, São Pedro e Barbalho descarregaram munição. Salvador estava sendo bombardeada pelas fortificações construídas para a proteção da própria cidade. Após 78 tiros de canhão e cinco horas de duração, o bombardeio teve seu final, deixando um rastro de destruição em Salvador.

 O ataque foi ordenado pelo general Sotero de Menezes. O comércio foi obrigado a fechar as portas. Baterias do Forte São Marcelo atingiram o Palácio do Governo e o Teatro São João, prédios históricos. Os esforços para conquistar o poder a qualquer custo deixaram marcas cruéis na cidade e na história de Salvador. Um incêndio destruiu o acervo da Biblioteca Pública da Bahia, a mais antiga do Brasil. Livros e documentos raros ficaram perdidos para sempre.

Postado por: Jornalismo - Sistema Maior de Comunicação

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo