segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Parcelamento automático será alívio para o consumidor em 2017

A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito chegou ao recorde de 482,1% ao ano, em novembro. O Banco Central (BC) informa que a taxa subiu 6,3 pontos percentuais em relação a outubro e foi a maior da série histórica iniciada em março de 2011. Para aliviar essa taxa exorbitante, um dos principais empecilhos para que as famílias reduzam o endividamento, o Governo vai, a partir de 2017, limitar a permanência do cliente no rotativo do cartão de crédito por 30 dias, com parcelamento automático da dívida. É como sair de uma taxa de 482,1%, incidente sobre o rotativo, para 155%, referente ao parcelado.

Especialistas afirmam que a medida ajuda, mas não resolve. Entendem que para baixar os juros do cartão, o Governo precisa fazer mais. Entre outras ações o economista, professor e conselheiro do Conselho Federal de Economia (Cofecon), José Luiz Pagnussat, cita a queda da taxa básica de juros e o afrouxamento monetário via oferta de moeda e crédito. (Do O Povo Online)

Nenhum comentário :

Postar um comentário

O blog Quixeramobim Agora é uma ferramenta de informação que tem como características primordiais a imparcialidade e o respeito a liberdade de expressão.

Contudo, em virtude da grande quantidade de comentários anônimos postados por pessoas que se utilizam do anonimato muitas vezes para ferir a honra e a dignidade de outras, a opção "Anônimo" foi desativada.

Agradecemos a compreensão de todos, disponibilizando desde já um endereço de email para quem tiver interesse em enviar sugestões de matérias, críticas ou elogios: jornalismo@sistemamaior.com.br.

Cordialmente,
Departamento de jornalismo